Como é o dia a dia do plantão médico?

12 de junho, 2017
5332
0

Pelo menos uma vez durante a vida, quase todo médico exerce a função de plantonista, muitos deles no início da carreira. A função é uma excelente alternativa para ganhar dinheiro e experiência, além de oferecer ao profissional a oportunidade de realizar uma retribuição à sociedade e ajudar as pessoas que precisam de cuidados médicos.

Por outro lado, o plantão médico representa um sacrifício para o profissional.  Caso trabalhe de sobreaviso, precisa abdicar de finais de semana e férias, e estar disposto a sair de onde estiver a hora em que for necessário, já que a velocidade do atendimento é essencial para salvar vidas. Quer tirar todas as dúvidas sobre como é o plantão médico? Nós preparamos esse conteúdo para isso.

Leia também:

Áreas da Medicina: quando escolher a especialização médica?

Quais áreas da medicina possuem melhores salários

Como é o dia a dia de um plantonista?

Uma certeza ao sair de casa que todos nessa função têm é de que: nenhum dia é exatamente como o outro. A cada plantão, o médico precisa se superar e vencer constantes desafios. O atendimento de urgência e emergência exige raciocínio rápido e excelente controle sobre o estresse, que costuma ser um companheiro constante no dia a dia.

A medicina de emergência exige muito do profissional, que precisa tomar decisões acertadas todo o tempo, já que a vida do paciente dependem delas. Na maioria das vezes, o médico trava uma verdadeira corrida contra o relógio, cuja vitória resulta na gratificação de ter conseguido salvar uma vida.

Sempre pronto para ajudar

Não há final de semana ou feriado na vida de um plantonista. Suas habilidades podem ser requisitadas pela instituição a qualquer momento. Isso faz com que ele nunca esteja 100% de folga, já que a qualquer momento o telefone pode tocar. Para manter a qualidade do serviço prestado pelo profissional, essa jornada de trabalho, em muitos lugares, não deve ultrapassar a carga de 24h para evitar esgotamento físico (Leia sobre Síndrome de Burnout).

Como suportar a rotina de plantonista?

Para estar preparado física e mentalmente para o dia a dia da profissão, é indispensável que o médico consiga se desconectar do hospital e manter os pensamentos voltados para outras atividades ou simplesmente descansar quando terminar o seu plantão. E assim, recarregar as energias.

Pode parecer bobagem, mas quando se está constantemente à espera de uma ligação é muito difícil conseguir descansar de verdade. Praticar atividade física ou ter um hobby ajuda bastante nesse processo, pois mantém a mente ocupada e longe do trabalho por um tempo.

Essas informações foram úteis para você? Deixe seus comentários sobre a função de plantonista aqui embaixo.

 

Matérias mais lidas

Quais são as áreas da medicina?

Clique e leia a matéria completa

Pílula anticoncepcional: entenda como funciona esse método contraceptivo

Clique e leia a matéria completa

Quanto ganha um cirurgião geral?

Clique e leia a matéria completa