Como os robôs vão revolucionar a medicina?

24 de julho, 2017
857
0

Entre os campos com maior avanço na área da robótica, a medicina tem tido alguns dos resultados mais interessantes e também mais controversos. A ideia de robôs substituírem o trabalho de desempenhado por humanos tem sido um medo constante, entre profissionais e outras pessoas. No entanto, a utilização dessas máquinas inteligentes visa expandir as capacidades do ser humano, permitindo que eles possam realizar um atendimento ainda melhor.

Para mostrar como os robôs já estão revolucionando a medicina, nós separamos alguns exemplos de usos da tecnologia para melhorar o atendimento e ajudar os médicos a realizarem procedimentos complicados.

Leia também:

Cirurgia com o Da Vinci

O robô cirurgião, que é 100% operado por um médico humano, é capaz de realizar procedimentos complexos, como as cirurgias urológicas e de cabeça, lançando mão de poucas e pequenas incisões. O sistema é controlado por um visor 3D de alta definição e controles manuais, que garantem o máximo de precisão possível.

Tumores de pele

Mesmo os maiores especialistas já viram apenas algumas centenas de tipos de tumores de pele. Um sistema inteligente, com uma parametrização realizada de forma correta, pode verificar um banco de dados com milhares ou até milhões de imagens e retornar com o resultado de um exame em poucos segundos. O uso da inteligência artificial permite que os especialistas possam realizar essa primeira triagem com mais precisão e seguir para os procedimentos que exigem o olhar e a avaliação do especialista.

Atendimento remoto

Robôs controlados remotamente podem estar fisicamente presentes em locais distantes ou áreas carentes, onde não existem postos de saúde próximos da população. Um dos exemplos mais avançados é o anybot que pode realizar funções básicas, como coletar sangue, aferir a temperatura, verificar a pressão e até mesmo interagir com os pacientes, sendo programados para rastrear as suas necessidades.

Robôs enfermeiros

O trabalho realizado pelos enfermeiros é fundamental para a recuperação dos pacientes. Porém, grande parte do tempo deles é gasto com funções mecânicas e que exigem apenas esforço físico. Os robôs enfermeiros serão utilizados para realizar tarefas repetitivas, deixando que os enfermeiros cuidem das ações que demandam qualidades humanas.

Robôs de companhia

O sentimento de solidão tem causado inúmeras doenças mentais em boa parte da população mundial. Os robôs como o Jibo, Pepper, Paro and Buddy podem ser usados para aliviar a pressão da condição de isolamento social. Equipados com câmeras, sensores e microfones, eles podem interagir com os indivíduos, respondendo perguntas, encontrando lugares para jantar ou mesmo lembrando-os do horário certo para tomar a medicação.

Gostou desse texto? Continue no nosso blog e veja como o futuro da medicina está cada vez mais próximo!

Matérias mais lidas

Quais são as áreas da medicina?

Clique e leia a matéria completa

Pílula anticoncepcional: entenda como funciona esse método contraceptivo

Clique e leia a matéria completa

Quanto ganha um cirurgião geral?

Clique e leia a matéria completa