Por que fazer um curso preparatório para residência médica?

24 de abril, 2017
914
0

O vestibular não é o único processo seletivo capaz de mudar todo o curso profissional na vida de um médico. Ao fim da graduação, o recém-formado se depara com a prova de residência, um processo utilizado para determinar quais candidatos poderão fazer a especialização nas áreas médicas que desejar.

Como não há vagas para todos os recém-formados, a concorrência é acirradíssima, não dá nem para comparar com o vestibular, por exemplo. Para ser aprovado nesse processo, o candidato precisa de toda a ajuda possível. Foi por isso que surgiram os cursos preparatórios para residência médica.

Por que fazer residência médica?

Considerada como padrão ouro da especialização médica, a residência é o passaporte direto para trabalhar na área que deseja. Caso opte por outra pós-graduação, no final, ainda será necessário à realização da prova de títulos para receber a autorização para atuar na área em que deseja.

Não é necessário se especializar para exercer a profissão de médico, no entanto, caso não opte por esse caminho, as opções de emprego se limitam à função de médico generalista, podendo atuar apenas em clínicas, hospitais e unidades de atendimento de urgência.

Como é a residência médica?

Realizada dentro das principais instituições médicas do país, esse modelo de ensino foi criado para garantir que os futuros médico tenham uma preparação com o mais alto nível de excelência no exercício da profissão.

No modelo de ensino, os estudantes acompanham e recebem orientações de mestres, doutores e pós-doutores durante a resolução de casos reais. Isso permite que além da aquisição de conhecimento teórico, os jovens médicos ganhem muita experiência no processo.

Processo seletivo

Para ser aprovado na residência médica, o profissional precisa passar por três etapas dentro do processo seletivo: prova (teórica e em algumas vezes prática), análise curricular e entrevista. No entanto, as duas últimas têm pouco peso na decisão, sendo utilizadas quase sempre apenas em caso de empate.

A prova teórica é dividida em questões objetivas e de múltipla escolha. O conteúdo pode ser desmembrado entre as cinco áreas básicas da medicina e normalmente as perguntas têm três níveis de dificuldade. Já a prova prática, quando exigida, a busca avaliar as habilidades do candidato.

Curso preparatório para residência médica

Devido ao alto nível de dificuldade da prova, encarar os livros sozinhos é insuficiente para conseguir a aprovação. Por isso, o curso preparatório para a residência é fundamental. Na Medcel, além de conteúdos focados e professores qualificados, você conta com a metodologia persona, que é capaz de identificar quais são suas deficiências e lhe indicar o que precisa estudar para estar 100% preparado para a prova.

Faça agora mesmo a sua matrícula!

Cursos preparatórios para residência médica

Matérias mais lidas

Quais são as áreas da medicina?

Clique e leia a matéria completa

Pílula anticoncepcional: entenda como funciona esse método contraceptivo

Clique e leia a matéria completa

Quanto ganha um cirurgião geral?

Clique e leia a matéria completa